Como Construir Sua Casa: Proteção Térmica

Em regiões muito ensolaradas, como no Brasil, o sol pode se tornar um inimigo, se tornando essencial o uso do ar condicionado. Entretanto, com uma proteção térmica adequada, a sua casa pode se proteger da incidência solar direta, que superaquece os ambientes internos, tornando os espaços mais frescos sem o auxilio do ar condicionado. Existem então várias soluções arquitetônicas capazes de realizar essa proteção solar, e é sobre isso que falaremos nesse post!

Beirais e Brises

O sol tem uma inclinação no céu que varia durante o ano, ou seja, no verão o sol é mais vertical enquanto no inverno, ele desce para mais perto do horizonte.
A presença de algum elemento saliente na fachada pode impedir que o raio de sol entre diretamente pela janela superaquecendo os ambientes, uma ótima solução para o problema.

Ventilação Cruzada

Fazer uso do vento é uma forma natural e gratuita de manter a casa arejada e fresca. Arejar a casa, abrindo as janelas todo dia, é essencial para o ar circular, entrar luz e ventilar os ambientes.
Todos os ambientes devem ter, conforme a legislação brasileira, uma ou mais aberturas para o exterior. Essas aberturas podem ser portas, janelas ou até mesmo aberturas no teto. Pátios e varandas são soluções para promover entrada, saída e circulação de ar e levar ar fresco aos ambientes.

Como Funciona?

O ar frio é mais pesado do que o ar quente, por isso, grandes aberturas devem ser colocadas na parte baixa da sua casa, enquanto aberturas pequenas devem ser proporcionadas perto do teto da casa. O ar frio será levado pelas aberturas maiores em grande quantidade. Ao esquentar no ambiente, ele vai subir para perto do telhado, saindo pelas aberturas menores.

Outras Opções

Existem ainda outras técnicas para proteger uma casa do superaquecimento solar. Podem ser usados materiais que não esquentam no sol. É o caso, por exemplo, da argila expandida ou do isopor. Usados como forração ou como proteção da fachada, eles vão manter a temperatura da casa mais agradável.

Tecnologia

Hoje em dia temos acesso à diversos softwares que conseguem simular a incidência do sol na fachada em diferentes horários do inverno e do verão, o que nos permite tomar decisões arquitetônicas adequadas. Dessa forma, é mais fácil determinar com exatidão o tamanho e a posição certa da proteção solar. Servem também para verificar quais ambientes da casa vão receber sol e em qual momento do dia. É importante ressaltar que a contratação de um arquiteto é a saída para uma casa adequada, não só termicamente, mas em todos os quesitos. Gostou das dicas? Deixe seu comentário!

Conforto Térmico